Miércoles, 1 de abril de 2020

Ajudemo-nos!

  Por estes dias, o medo e a ansiedade tomam conta nós. Olhamos para os gráficos da televisão e somos confrontados com o que há muito sabíamos: esta pandemia do Covid 19 é uma coisa muito séria! É uma coisa que mata e que leva os nossos! É uma coisa que nos pode levar se não...


Um abraço ibérico!

  Ao longo da minha vida, devido a razões de natureza pessoal, académica e profissional, conheci muitos espanhóis e firmei diversas amizades que perduram no tempo até aos dias de hoje. Para mim Espanha é, desde há muito, uma geografia de afectos, um espaço de imaginários e um...

A exigência do nosso tempo

Vivemos tempos difíceis, conturbados e estranhos. A natureza das coisas que temos pela frente exige de nós mais do que, provavelmente, podemos dar, pelo menos numa primeira abordagem. A recente pandemia que se instalou no mundo, agora com epicentro na Europa, é um sinal dos novos cenários...

A ditadura do medo

Vivemos tempos tão duros quanto estranhos. Vivemos em ansiedade e juntamo-nos ao carreiro do pânico apenas porque os outros já lá estão. Vivemos desconfiados e com medo de tudo e de todos. A comunicação social e as novas tecnologias da informação têm uma grande responsabilidade na...

A hipocrisia é uma arte

  Todos já fomos hipócritas alguma vez. E quem não foi que atire a primeira pedra! O avanço da idade afina-nos a tolerância em relação a esse defeito ou virtude, nunca sabemos, que escorre pelo exercício da hipocrisia. Quando somos jovens dizemos as coisas que nos vão na alma....

Nós e os outros

A sociedade actual valoriza muito a competição e estimula o culto da individualidade. Perante esta evidência nem sempre admitimos como precisamos dos outros. Sim, precisamos uns dos outros muito mais do que até, na nossa intimidade, queremos admitir. Construímo-nos com os outros e formamos a ...

O progresso, esse tempo descomandado.

A nossa sociedade evoluiu muito nas últimas décadas. Registámos avanços científicos e tecnológicos notáveis. Assistimos hoje ao desenvolvimento de novidades em diversas áreas que até há bem pouco tempo nos pareciam cenas de filmes de ficção científica. Ainda meio incrédulos,...

O coração na ponta dos dedos

Na sociedade contemporânea o coração está na ponta dos dedos, na medida em que o teclado do telemóvel é uma via aberta para todos os nossos estados de alma. As novas tecnologias da informação e comunicação e os aparelhos com multifuncionalidades extraordinárias são hoje extensões do...

É preciso melhorar a nossa relação com o futuro

O espanhol Daniel Innerarity, um dos maiores pensadores do nosso tempo, oferece-nos palavras repletas de sentido e paletas de estímulos para a nossa reflexão individual e colectiva, nomeadamente sobre o tempo que temos à nossa frente. Na publicação “o futuro e o seus inimigos” o...

Tenho confiança no vento que passa

  Como serão os dias de amanhã? Não sabemos! Ninguém sabe. Apenas podemos confiar no destino que destina e no que nós podemos fazer para cumprirmos os nossos sonhos. Volta e meia regresso a Miguel Torga. Inspiro-me muitas vezes nos seus pensamentos fortes e densos, sobretudo nos que...

A neblina do caminho

Há dias, o pintor e professor da Universidade de Salamanca, Miguel Elias, convocou uma das minhas grandes referências do caminho ao citar estas belas palavras de Miguel de Unamuno: “los hombres no sucumbimos a las grandes penas ni a las grandes alegrias, y es porque esas penas e esas...

Os últimos dias do calendário

Aqui estamos nós no tempo derradeiro deste ano. No fim de um ciclo que termina e na esperança de encontramos caminho para um novo tempo que agora começa. Atravessamos a ponte que o calendário proporciona. Fazemos balanços e projectamos futuros. Tomamos as habituais resoluções que apenas...

O dia depois de ontem

O solstício de inverno já teve lugar. Agora tudo está certo e perfeito. A natureza cumpriu, mais uma vez, o seu ciclo anual. O seu destino. E nós cá estamos, no caminho do tempo frio, para cumprirmos também o nosso ciclo, inspirados pela luz da noite, o solis invictus, e abraçando todos...

O que será de nós amanhã?

Os tempos que correm são difíceis. Aliás, os tempos que foram correndo ao longo dos caminhos da história foram sempre difíceis. Mais para uns do que para outros, naturalmente. Mas sempre existiram crises, disto e daquilo. A este propósito o tempo presente não nos oferece nada de novo. A...

Eu nunca perco. Ou ganho ou aprendo!

Inspiro-me na célebre frase de Nelson Mandela que dá título a este conjunto de palavras para continuar a estimular todos os que se aventuram no caminho. A viagem nem sempre é fácil. Existem obstáculos e muitas montanhas e desafios para ultrapassar e vencer. Nem sempre isso acontece....

É preciso abraçar mais!

Aí andamos nós, numa corrida desenfreada, surfando a espuma dos dias. No tempo da nossa actualidade as novas tecnologias da informação e comunicação absorvem-nos por completo. São quase extensões do nosso corpo. Ao alcance dos dedos da nossa mão está o mundo inteiro que se encontra...

A magia da viagem

  Passamos demasiado tempo no mesmo lugar. Desgastamo-nos em circuitos fechados, monótonos e sem interesse. Repetimos coisas, gestos e palavras. Celebramos os rituais da melancolia sem reflectimos sobre o que estamos a fazer. Cumprimos o que devemos cumprir sem questionar. É assim há...

A geografia dos nossos limites

A nossa relação com os outros é fundamental para a nossa inserção na comunidade em que vivemos. Parece uma tarefa simples mas, ao contrário, é extremamente exigente, para nós e para os outros. Tudo o que os outros nos dizem é importante para nós, seja no sentido positivo ou negativo,...

O "diz que disse"!

O “diz que disse”, o falar disto e daquilo, é uma coisa associada às aldeias, às pequenas localidades e aos lugares de pequena dimensão. Os lugares de pequena dimensão como são pequenos e têm pouca gente são espaços com predisposição para o comentário sobre o que se passa numa...

(Des)amargar a esperança.

Às vezes, a esperança fica curta. Às vezes, as coisas não acontecem com esperamos e desejamos. Às vezes, a esperança fica amargada com o peso das coisas e das suas circunstâncias. Às vezes, acontece tanta coisa, precisamente ao contrário do que desejamos. A vida é feita de encontros e ...

Os olhos do coração

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos.” Antoine de Saint-Exupéry

É tempo de nos reinventarmos!

O sonho alimenta a nossa vida. Quando deixamos de sonhar morremos. Continuamos o caminho. Seguimos em frente. Mas vamos sem alma, sem determinação e sem alegria. Quem gosta de viver está sempre a sonhar. Gosta de sonhar com coisas, com isto e com aquilo. Sonha com dimensões extraordinárias ...

O sal das palavras e das acções

O bom senso está para as palavras e acções como o sal está para a comida. Ambos são necessários para temperar e encontrar equilíbrios. E os temperos são isso mesmo. São temperados. Não são mais nem menos. São a medida exacta do equilíbrio e da razoabilidade. Nos tempos que correm...

A desordem interior

“Descobri que a minha obsessão por cada coisa em seu lugar, cada assunto a seu tempo, cada palavra em seu estilo, não era o prémio merecido de uma mente em ordem, mas, pelo contrário, todo um sistema de simulação inventado por mim para ocultar a desordem da minha natureza.”  Gabriel...

Roberto Leal, um português brasileiro

Roberto Leal, cantor português e brasileiro, venceu duras privações ao longo da vida. Atravessou oceanos, fintou o destino, mas não conseguiu superar a dura batalha que travou contra o cancro da pele que colocou um fim à sua viagem aos 67 anos. Saiu de Portugal num tempo em que a sua...

As forças em marcha

“Na vida, não existem soluções. Existem forças em marcha: é preciso criá-las e, então, a elas seguem-se as soluções.”  Antoine de Saint-Exupéry 

Aposentação Social: está preparado?

“A solidão é o preço que temos de pagar por termos nascido neste período moderno, tão cheio de liberdade, de independência e do nosso próprio egoísmo.”  Soseki Natsume

O caminho duro do futuro

Recordo as palavras, sempre fortes, de Miguel Torga que nos estimulam a agarrar as rédeas da nossa liberdade no caminho duro futuro. Torga diz-nos para não descansarmos e para não querermos de nenhum fruto só metade. Diz-nos para darmos passos em direcção ao futuro, nesse caminho duro, e...

O escudo de plástico

O mundo em que vivemos é duro. Está repleto de adversidades e de obstáculos para ultrapassarmos se quisermos seguir em frente. Sem darmos conta estamos no meio de batalhas e de guerras para as tentarmos vencer. Umas são pequenas e outras de maior dimensão. Nem sempre nos damos conta disso. ...

Já não somos imortais!

Quando passam por nós muitas estações do ano deixamos de ser imortais. Passamos a integrar a finitude do tempo. Abeiramo-nos do fim que julgávamos não existir. Olhamos para trás de outra maneira. Sabemos que o tempo que aí vem é certamente menor do que o tempo que nos trouxe até aqui....

Quando as coisas são difíceis...

O nosso caminho nunca segue em linha recta. Está repleto de altos e baixos… de veredas sinuosas e de muitos obstáculos para superar. É precisamente esse exercício de superação que funda e molda a nossa personalidade. É nesse limiar de esforço que nos construímos. As coisas boas que...

Presta atenção

Presta atenção. Caminha. Segue em frente. Mas presta atenção! Não deixes de observar com cuidado. Demora-te nas pessoas e nas coisas ao teu redor. Conversa com calma e deixa que o tempo absorva a tua atenção. Não corras tanto. Vive! Demora-te nos lugares que te fazem feliz. Observa e...

O universo é uma harmonia de contrários

A vida é uma tentativa permanente para nos encontramos com a nossa essência. Os outros, os que estão à nossa volta, fazem parte do desafio. Sozinhos, não somos nada! Sem os outros a viagem não faz sentido. Também por isso e pela valorização desse enorme desafio que é caminhar,...

Os lugares especiais

Todos temos lugares especiais que nos trazem boas memórias e uma paz inexplicável. São lugares onde nos sentimos bem, que nos confortam e abraçam. Não vamos lá todos os dias. Não podemos. Não queremos. Não podemos pelas circunstâncias da vida ou, simplesmente, não queremos banalizar...

A canção da paciência

  A nossa vida é frenética. Às vezes é quase alucinante. Não temos tempo para nada. Falta-nos paciência ao mesmo tempo que nos sobra ansiedade e nervosismo. Isso é um erro! A paciência é uma virtude que devemos aprender a cultivar. Não há melhor safra que essa. Na roda da vida...

A minha ampulheta também voa

Há muito que a questão do tempo bate à porta dos meus pensamentos. Talvez por isso goste tanto de ampulhetas. Observo sempre com muita atenção a movimentação lenta das suas areias. Contemplo a forma suave como elas saem de um lado para preencherem o outro e também como deixam a...

Caminhos de fronteira

Por estes dias e em forte convívio ibérico escutei uma frase maravilhosa: os caminhos de fronteira são corredores culturais por onde passaram muitas civilizações ao longo dos séculos! Se todos os que ainda povoam esta geografia fronteiriça se agarrassem a esta frase como um farol, o...

Uma Feira de Teatro, um abraço ibérico!

Esta semana, no Fundão (Portugal), terá lugar a primeira Feira Ibérica das Artes do Espectáculo. Durante três dias (27 a 29 Junho) portugueses e espanhóis estarão unidos no firme propósito de construírem o futuro através da cultura, explorando as pontes que ela promove. A ESTE –...

As borboletas também puxam pedras

Encontrei esta imagem por aí. Encantei-me com ela. Representa um momento extraordinário, belo e de uma enorme singularidade. Podemos pousar o nosso olhar nesta fantástica visão para desfiarmos mil e uma histórias sobre o que estamos a ver ou talvez imaginar. A mesma imagem pode desenhar...

O prazer de uma boa conversa

 “Uma boa conversa é como o café preto; estimulante e tão difícil de dormir depois.”  Anne Lindbergh 

A magia do momento

“A vida criou-nos momentos mágicos para nos dizer que há muitas formas de encontrarmos o prazer de viver.”  Zíbia Gasparetto  

O tempo e o esplendor da natureza

A nossa vida corre demasiado depressa. E nós ainda a aceleremos mais. Corremos para todo o lado, sempre com pressa, para chegarmos a tudo e a nada. Entretanto o tempo passa por nós quase sem nos darmos conta. Lá mais à frente quando enfrentarmos o espelho percebemos, quase em pânico, o que ...

Caminhos acompanhados

“O meu caminho pode não ser o teu caminho. Contudo, juntos marchamos de mãos dadas.” Khail Gibran

Que importa o tempo?

Inspiro-me em Machado de Assis para contrariar a espuma dos dias. Navego nas palavras do poeta para dizer a amizade e deixar-me em embalar nos ventos que nos dizem que “há amigos de oito dias e indiferentes de oito anos”. Há momentos de amizade. E amizades de uma vida inteira. Há...

Entre a carne e o ferro

“Somos feitos de carne, mas temos que viver como se fôssemos de ferro.” Sigmund Freud

25 de Abril, sempre!

25 de Abril Esta é a madrugada que eu esperava  O dia inicial inteiro e limpo  Onde emergimos da noite e do silêncio  E livres habitamos a substância do tempo  Sophia de Mello Breyner Andresen, in 'O Nome das Coisas' 

Aleluia, aleluia! Rejubilemos!

O sol que hoje abraça o horizonte transmite-nos paz e alegria. Cumpre-se o ciclo da tradição de religiosidade profunda e também da natureza. Passaram os quarenta dias em que percorremos as veredas da nossa interioridade. No tempo da quaresma fomos convocados para esse diálogo interno e...

You´ll never walk alone!

  Inspiro-me em “you´ll never walk alone”, uma canção com uma história longa mas que ganha vida a cada jogo do Liverpool. Independentemente das questões clubísticas que dizem respeito às escolhas de cada um, a verdade é que este tema se torna arrepiante e inspirador quando...

Aguentar firme!

“Ao fim do dia, podemos aguentar mais do que pensamos que podemos”. Frida Kahlo

A sorte de não conseguirmos o que queremos!

Inspiro-me outra vez em Dalai Lama para escutar as suas palavras sábias a propósito do que desejamos ao longo da nossa vida. O monge do Tibete diz-nos que “às vezes não conseguir o que se quer é uma tremenda sorte.” E tem razão! Nunca tinha pensado nesta situação segundo esta...

Está provado, quem espera nunca alcança.

Ouça um bom conselho / Que eu lhe dou de graça / Inútil dormir que a dor não passa / Espere sentado / Ou você se cansa / Está provado, quem espera nunca alcança. Chico Buarque

Os homens e os pássaros em dias de tempestade.

Os pássaros conseguem antever as tempestades. Por isso, voam para longe delas. Quando os ventos fortes chegam os pássaros já voam noutras geografias. Nem sempre isso acontece. Quando a chuva vem, de repente, as aves que habitualmente cruzam os nossos céus abrigam-se nas árvores e nos...

Quando o caminho é estreito

Quando o caminho é largo os caminhantes podem escolher entre muitas direcções disponíveis. Estão à vontade. Sabem que têm muitas opções. A diversidade que, em si, é um sinal muito positivo, conduz à distracção e ao relaxamento dos que caminham. Em caminhos largos os caminhantes...

A comunicação dos monólogos e a queda dos seres balbuciantes

Saber ouvir é uma grande virtude. Escutar os outros é um sinal de respeito e a manifestação da vontade de comunicar. É valorizar o outro! Há quem prefira os monólogos disfarçados de diálogos à existência de uma boa comunicação. Há quem deseje apenas ouvir o eco das suas palavras e ...

O medo da escuridão

Escuto uma e outra vez o tema “fear of the dark” da conhecida banda de heavy metal Iron Maiden e deixo-me embalar no ritmo da multidão que sente o medo do escuro e procura a luz. Todos temos os nossos medos. Todos temos medo da escuridão. Num ou noutro dia todos acabamos por caminhar...

Viver é uma peripécia

“Viver não é cumprir nenhum destino, não é ser empurrado ou rasteirado pela sorte. Ou pelo azar. Ou por Deus, que também tem a sua vida. Viver é ter forme. Fome de tudo. De aventura e de amor, de sucesso e de comemoração de cada um dos dias que se podem partilhar com os outros. Viver é...

Elogio da Serenidade

“Dificilmente o homem complicado pode estar disposto à serenidade: vê intrigas, tramas e insídias por toda a parte, e consequentemente tanto é desconfiado em relação aos outros, quanto inseguro em relação a si.” Norberto Bobbio

Somos cada vez mais frágeis!

“Cada vez somos más frágiles, cómplices del aturdimiento que nos imponen las convenciones sociales, supuestas normas que nos protegen y vigilan amparadas por cualquier comunidad política e ideológica. Creemos ser protagonistas de una historia ávida en deseos inútiles (…)”. Mateo Feijóo

A vida entre o impulso e a ponderação.

O impulso é uma força. A ponderação é uma força tranquila! A vida sem impulsos não tem entusiasmo. Sem ponderação não tem equilíbrio. Tendo em conta que precisamos muito dos equilíbrios para dosear todos os imprevistos que acontecem e todos os impulsos que temos ao longo da nossa...

A arte do fingimento

A hipocrisia é uma arte muito antiga. O termo hipócrita refere-se a alguém que oculta a realidade atrás de uma máscara de aparência. Na antiguidade clássica os gregos usavam máscaras em conformidade com o papel que representavam. Porém, as máscaras de que vos quero falar não estão...

É preciso alimentar a esperança!

“A esperança tem duas filhas lindas, a indignação e a coragem; a indignação ensina-nos a não aceitarmos as coisas como estão; a coragem, a mudá-las.” Santo Agostinho

O Tempo de Janus

Amanhã é um tempo novo. Fechamos um ciclo e abrimos outro. É um tempo de passagem. Um espaço de renovação de energias. Olhamos para o ano que passou como o velho das barbas de Janus e, através da sua outra face, mais  jovem, contemplamos o futuro que começa ali, em Janeiro, no tempo do ...

Amanhã é Natal, mas está ali uma cadeira vazia!

Ladaínha dos Póstumos Natais   Há-de vir um Natal e será o primeiro  em que se veja à mesa o meu lugar vazio  Há-de vir um Natal e será o primeiro  em que hão-de me lembrar de modo menos nítido  Há-de vir um Natal e será o primeiro  em que só uma voz me evoque a sós...

A beleza da simplicidade

Ando pela rua e contemplo as luzes. Já cheira a Natal. Tudo fica engalanado. Iluminado. Com brilho! As lojas anseiam pelo negócio. É legítimo! Os compradores espreitam as montras. Uns compram outros não! Outros ainda, passeiam entre as luzes e as montras. Encontram-se com amigos, com...

Num dia destes fazemos isso!

Ao longo da nossa caminhada fazemos muitas coisas e adiamos outras. Há coisas que têm que ser feitas no momento. Outras, devido a diversas circunstâncias, são adiadas para momentos mais oportunos e outras ainda para toda a eternidade. Quando somos jovens não pensamos nas coisas que...

A força dos detalhes

Quase todos aspiram à grandiosidade! Sonhamos, planificamos e executamos trabalhos para chegarmos às coisas grandes. Uns querem fama; outros desejam dinheiro, ascensão social, reconhecimento público… e muitas outras coisas que se conjugam na pluralidade de todas as futilidades. Tudo pensa ...

O peso das máscaras

A nossa vida está repleta de regras, de espartilhos e condicionalismos. Temos que os respeitar e seguir para não sermos considerados diferentes ou fora da caixa. A maioria de nós tem o desejo de seguir os padrões, seguir as normas e enquadrar-se socialmente. Ninguém gosta de ser rejeitado, ...

Agora as palavras!

As palavras têm um tempo. Têm um som. São oportunas ou não. Mexem connosco. Dizem-nos coisas. Sussurram-nos ao ouvido. Deixam-nos em silêncio. Às vezes, deixam-nos incrédulos. Outras vezes, estimulam-nos! Fazem-nos andar para a frente. Deitam-nos por terra! Levantam-nos! Gritam-nos...

Coloca-te na agenda!

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”  Fernando...

Cartas e fotografias: pedaços de memória e identidade

Olho para uma fotografia a preto e branco. Mergulho nela e faço uma viagem ao passado. O instante guardou a memória de dois adultos que seguram uma criança pela mão. Estão contentes e genuinamente felizes. A fotografia é uma memória que resistiu e resistirá ao tempo. Está gravada num...

A vida num sopro de magia

A magia faz parte da nossa vida. Nem sempre percebemos isso! Nem sempre estamos disponíveis para percebermos as coisas que giram à nossa volta. Às vezes, as preocupações são muitas. Andamos preocupados com isto e com aquilo. Focamo-nos na resolução dos problemas. Combatemos as...

O quinto mandamento

“A indiferença mata. É como dizer ao outro: és um morto para mim, porque o mataste no teu coração. Não amar é o primeiro passo para matar; e não matar é o primeiro passo para amar.” Papa Francisco

Convoca-se o humanismo, já!

“Na realidade, não se trata apenas de saber que mundo queremos deixar aos nossos filhos, mas também de que filhos deixaremos ao mundo”. Corine Pelluchon

Aproveita a tua energia, acorda e segue.

Andamos tão ocupados com os nossos circuitos sem significado e sem sentido que, por vezes, nos esquecemos dos caminhos essenciais. Estamos desatentos. Não prestamos atenção. Não aproveitamos a nossa energia. Ou melhor, nem nos damos conta que temos uma energia própria e que ela nos...

As melhores coisas da vida não são coisas.

Há dias, pela manhã, tomava café e contemplava a serra da Gardunha. Um momento simples, rotineiro, mas que faz parte da seiva que alimenta o meu caminho. Entre o café e a serra o meu olhar pousou, de forma espontânea, sobre a toalha da mesa, uma autêntica manta de azulejos portugueses, em ...

Coragem, a força tranquila!

Para Aristóteles a coragem é a primeira das qualidades humanas porque garante todas as outras. Esta qualidade cimeira está presente em todos nós. Nem sempre a conseguimos vislumbrar mas ela está lá. Ela cresce com a ocasião como disse William Shakespeare. De vez em quando assistimos a...

O tempo que importa.

Todos vivemos no mesmo tempo. Os ponteiros do relógio avançam ao mesmo ritmo para todos. A sua mecânica não faz distinções entre ricos e pobres e entre religiões, política, cor da pele e outras classificações que aqui poderia enumerar. Os ponteiros do relógio avançam, simplesmente,...

Viciados em atrasos

Todos somos viciados em atrasos. Mesmo os que fazem gala em cumprir horários! Gosto de chegar a horas aos compromissos e também que os outros sejam pontuais. Tudo melhora com pontualidade e organização. Os resultados aparecem e a eficiência e eficácia aumentam. Mas, apesar de todos...

O equilíbrio entre o impulso e a temperança.

Para Joahann Goethe “a temperança é um dos maiores prazeres”. Há outros, naturalmente. E igualmente maiores! Mas, alcançar a grande virtude da temperança, essa quietude do ânimo, esse fruto da ordem e do equilíbrio interior, como proclamou S. Tomás de Aquino, é, sobretudo nos...

Torna-te leve, mas não deixes que nada te leve!

A vida é pesada. Está repleta de dificuldades, de contrariedades e de problemas. Somos educados para enfrentar a vida. Para resolver problemas e contrariar as dificuldades. Assim fazemos até à exaustão. À carga pesada da vida acrescentamos mais peso com as nossas ansiedades, os nossos...

O Mar Salgado

Por estes dias contemplo o mar. Olho para o seu imenso azul e para a tranquilidade que tanta água proporciona. Sendo um homem das montanhas sempre gostei do mar salgado. Gosto das minhas serras e serranias. Mas o mar salgado completa-me como se tivesse nascido junto ao seu areal quente. As...

O elogio da imperfeição.

A nossa sociedade valoriza muito a perfeição, as coisas perfeitas, as pessoas perfeitas. Projectam-se imagens e mundos perfeitos. A publicidade e afins exploram o conceito de perfeição até ao infinito. A imagem do belo, dos corpos perfeitos e das vidas perfeitas estimula multidões de...

Ama os teus sonhos, mas faz por eles!

Ama os teus sonhos como o teu próximo ou como os sonhos do teu próximo, mas se o teu próximo não tiver sonhos convém mandar o teu próximo para muito longe donde não te possa contaminar . Alice Vieira

A vida entre a lagarta e a borboleta.

Sempre gostei de borboletas. Elas são livres, leves e soltas! São um exemplo extraordinário da metamorfose e um magnífico ponto de partida para todas as metáforas! São o símbolo da transformação, da felicidade, da inconstância e de tudo o que é efémero. As borboletas são a...

Tem paciência. Espera por ti!

“Só aqueles que têm paciência para fazer coisas simples com perfeição é que irão adquirir habilidade para fazer coisas difíceis com facilidade.”   Friedrich Schiller

Beija-me com palavras ou diz-me tudo em silêncio.

O grande Victor Hugo disse-nos que “as palavras têm a leveza do vento e a força da tempestade”. Por isso, devemos cuidar bem delas, digo eu. As palavras que saem da nossa boca devem ser escritas com o coração. Se quisermos fazer bem aos que nos estão próximos ou amar intensamente...

Abraça-me com força!

Todos gostamos de um abraço. Todos merecemos um abraço. Todos precisamos de um abraço. A vida precisa de afectos, de abraços! E um abraço é como uma brisa que penetra na pele e que rompe todos os medos e tristezas. Um abraço é alegria. É amor. É uma força que nos dá alento para...

O caminho da reciprocidade

A reciprocidade é uma palavra repleta de significado que nos devia encher a alma todos os dias. Infelizmente, sabemos que não é assim. Nem sempre a reciprocidade acontece. O tempo e o espaço das nossas vidas são construídos com base nas relações que temos com os outros. Os outros...

Tenho saudades de tudo o que já não existe

Quando somos crianças olhamos sempre para cima. Para nós as coisas que nos rodeiam são gigantescas. O mundo é mundo grande e os adultos são sempre muito altos. Nesse tempo, mesmo que não nos proporcionem magia conseguimos fantasiar e imaginar mundos à nossa medida e também muitos seres...

As amizades também têm data de validade!

Podemos ter amigos de sempre e para sempre. Mas nem todos os amigos são de sempre e para sempre. Como em tudo na vida há amizades que começam e acabam. Há amizades de uma vida e há amizades de três ou quatro dias. Há amizades de um tempo longo e há amizades de um instante e de...

De manhã, pela fresca!

Todos merecemos o descanso e o conforto dos nossos cobertores. A cama, a nossa cama, é sempre um ninho de afectos e um lugar de todos os sonhos. Quantas vezes prolongamos esse doce prazer de estarmos simplesmente na cama porque não nos apetece sair dela? Quantas vezes dizemos: só mais um...