, 22 de mayo de 2022
Volver Salamanca RTV al Día
Deixa-te levar
X

Deixa-te levar

OPINIóN
Actualizado 08/05/2022 10:46
Miguel Nascimento

A vida tem planos para cumprirmos. Nem sempre os conseguimos interpretar. Nem sempre os sabemos ler. Como temos vontade de viver traçamos planos para nós. Seguimos caminho. Procuramos cumprir os planos delineados. Por vezes o que nós queremos não é coincidente com o que a vida espera de nós. Insistimos muito em coisas que não acontecem. Confrontamo-nos com portas fechadas que nunca se abrem para nós. Mas, por outro lado, há coisas que vêm ter connosco sem termos insistido muito para que elas tivessem acontecido. Há portas que se abrem sem que tenhamos batido previamente. Convidam-nos a entrar. Inspiram-nos confiança. Querem-nos ali! Entretanto, contemplamos a porta aberta e hesitamos em entrar. Ainda nos encontramos exaustos por termos insistido tanto em bater na porta do lado que nunca se abriu para nós. Depois de alguns minutos de espanto, entramos na porta que se abre de coração, sem esforço. Não podemos ficar eternamente no corredor à espera que as portas que desejamos se abram para nós. Entramos e seguimos. Cumprimos outros planos e outros desafios. No meio deles percebemos que o destino nos destina coisas e o resto é connosco como dizia Miguel Torga. A metáfora das portas é interessante para definir os caminhos da nossa vida. Às vezes, como nos diz Alejandro Jodorowsky, temos que deixar de ser rocha para sermos rio. Aí, nesse instante de luz, tudo flui como deve fluir e os obstáculos são contornamos como a água faz com todas as montanhas. Nesse embalo de vida as peças do puzzle que vamos construindo encaixam sem esforço e com natural clarividência. Quem gosta de viver faz a vida acontecer. Mas por vezes é a vida que nos acontece.

Comentarios...