, 23 de enero de 2022
Volver Salamanca RTV al Día
O nosso lado de dentro

O nosso lado de dentro

OPINIóN
Actualizado 30/10/2016

"Desenvolver força, coragem e paz interior demanda tempo. Não espere resultados rápidos e imediatos, sob o pretexto de que decidiu mudar. Cada acção que você executa permite que essa decisão se torne efectiva dentro do seu coração." Dalai Lama

O nosso lado de dentro | Imagen 1

Temos que aprender a valorizar o que verdadeiramente importa. Temos que saber olhar para o nosso lado de dentro para deixarmos de lado a pressão que os outros nos colocam. A vida é tão curta que o melhor é vivê-la com intensidade. Muitos, por quererem viver vidas que não são suas, desperdiçam o tempo que lhes foi destinado. No fim da viagem percebem o vazio em que transformaram as suas vidas. Aí não há nada a fazer. Já estará tudo feito e tudo vivido. Infelizmente, só poderão fazer um balanço das vidas dos outros porque foi esse o caminho que um dia escolheram. E esse balanço não poderá ser mais do que o elencar de um rol de tristezas. A vida não é para ser resumida a isso! A vida é para se viver com alegria e com todo o entusiasmo que pudermos colocar em tudo o que pensamos e fazemos. Os tempos seguem preenchidos com muita informação, demasiada informação, a que existe e que nos dizem que existe. Bebemo-la toda com enorme sofreguidão. Não paramos para pensar. Não nos dispomos a escutar o nosso lado de dentro, aquele que verdadeiramente importa para as nossas vidas. Não, não é um acto de egoísmo. É uma atitude humilde e de imensa sabedoria. Se quisermos mudar o mundo temos que começar por nós e por tentar perceber o que somos, a nossa essência, e o propósito do nosso caminho. Se olharmos conseguimos ver o que nos está destinado e que transformaremos em realidade através das nossas acções. Não precisamos de ilusões nem de correr atrás dos outros. Precisamos de nós e de deixarmos correr a nossa autenticidade, com todos os nossos defeitos e virtudes. A mudança começa sempre em nós, no nosso lado de dentro. Devemo-nos observar melhor para podermos compreender quem somos e o que fazemos. Como nos diz Dalai Lama, "desenvolver força, coragem e paz interior demanda tempo. Não espere resultados rápidos e imediatos, sob o pretexto de que decidiu mudar. Cada acção que você executa permite que essa decisão se torne efectiva dentro do seu coração." Sim, não devemos ter pressa apesar de percebermos que o tempo corre em grande velocidade. Mas esse é o tempo dos outros. Se medirmos o tempo do nosso lado de dentro percebemos que ele corre no seu tempo, naturalmente mais devagar e sem ponteiros que o controlem. É um tempo livre! E é para ele que devemos olhar para vivermos a nossa vida de coração aberto e em toda a sua plenitude. Na maioria das vezes temos medo de estar connosco. Temos medo de mergulhar no nosso interior. Temos medo de olhar para o espelho do nosso lado de dentro porque nos diz sempre a verdade! Devemos procurar esse encontro connosco, sem medo nem angústia. Devemos querer saber de nós. Devemos chamar o silêncio para com ele proporcionarmos a vinda do manto largo da paz interior. E não há nada que se compare à paz interior. É a partir daí que nos preparamos para o caminho. É a partir desse momento que começamos a construir. Às vezes é preciso desconstruir para voltar a construir. Se queremos mudar devemos começar por nós. O sueco Dag Hammarskjöld disse-nos que "quanto mais escutarmos a voz interior, melhor conseguiremos ouvir o que está a tocar lá fora." E para ouvirmos o que deve ser ouvido e para mudarmos o que deve ser mudado devemos começar pelo nosso lado de dentro, seguindo a nossa intuição e o nosso coração porque, como disse Steve Jobs, eles já sabem no que nos vamos tornar! Como o tempo corre mais do que o vento é tempo de mergulharmos em nós, sem medo, para podermos seguir em frente, com maior determinação e para vivermos a nossa vida como ela deve ser vivida.

Comentarios...