Martes, 18 de enero de 2022
Volver Salamanca RTV al Día
A luz das pessoas

A luz das pessoas

OPINIóN
Actualizado 22/08/2021
Marco A. Hierro

A luz das pessoas  | Imagen 1

A vida devia ser um caminho de simplicidade e alegria, uma vez que passa demasiado depressa. Mas não é, infelizmente. Como sabemos, a estrada está repleta de obstáculos para contornarmos. Muitos encontram soluções para cada problema. Outros encontram problemas para cada solução. Há pessoas que nunca estão satisfeitas com nada e outras que são felizes com muito pouco. Há quem caminhe apenas para chegar alto e quem ande devagar para apreciar a paisagem e cultivar afectos. Cada um de nós é um universo desenhado pelas nossas circunstâncias, as que promovemos e as que se cruzam connosco. Através da minha permanente observação participante que decorre também das voltas do sol que tenho a oportunidade de dar, vou percebendo que há pessoas que são luz para o caminho. E isso é uma benção para todos, sobretudo para os que alcançam o seu raio de ação. Os que, devido a muitos factores, andam mergulhados em ambientes cinzentos e sombrios, precisam de chegar, rapidamente, às janelas e portas de luz que outros abrem com maior facilidade. É também por isso que nos devemos ajudar uns aos outros. Quem tem luz não pode apenas usá-la para si. Tem que a partilhar para alargar as geografias da claridade. E se a luz do caminho se multiplicar com o esforço de muitos a condição humana será cumprida em fraternidade. Precisamos de luz para o caminho para atravessarmos as florestas negras da nossa viagem, abrindo clareiras de esperança para o futuro. Este é um combate que não deve merecer tréguas. Ao contrário do que se possa pensar esta demanda não exige um planeamento estratégico apurado ou a mobilização de mecanismos sofisticados. Reclama apenas um coração aberto e a mão estendida a todos os que precisarem. Se estes são tempos conturbados, sombrios e complexos, são também tempos em que a luz das pessoas é mais necessária se quisermos alimentar a esperança nos dias melhores e mais soalheiros. Este deve ser também o tempo solidário e sem espectáculo onde os pequenos gestos fazem a diferença. Com luz no caminho podemos caminhar melhor?com menos peso nos ombros e com o coração cheio de alegria.

A luz das pessoas  | Imagen 1

A vida devia ser um caminho de simplicidade e alegria, uma vez que passa demasiado depressa. Mas não é, infelizmente. Como sabemos, a estrada está repleta de obstáculos para contornarmos. Muitos encontram soluções para cada problema. Outros encontram problemas para cada solução. Há pessoas que nunca estão satisfeitas com nada e outras que são felizes com muito pouco. Há quem caminhe apenas para chegar alto e quem ande devagar para apreciar a paisagem e cultivar afectos. Cada um de nós é um universo desenhado pelas nossas circunstâncias, as que promovemos e as que se cruzam connosco. Através da minha permanente observação participante que decorre também das voltas do sol que tenho a oportunidade de dar, vou percebendo que há pessoas que são luz para o caminho. E isso é uma benção para todos, sobretudo para os que alcançam o seu raio de ação. Os que, devido a muitos factores, andam mergulhados em ambientes cinzentos e sombrios, precisam de chegar, rapidamente, às janelas e portas de luz que outros abrem com maior facilidade. É também por isso que nos devemos ajudar uns aos outros. Quem tem luz não pode apenas usá-la para si. Tem que a partilhar para alargar as geografias da claridade. E se a luz do caminho se multiplicar com o esforço de muitos a condição humana será cumprida em fraternidade. Precisamos de luz para o caminho para atravessarmos as florestas negras da nossa viagem, abrindo clareiras de esperança para o futuro. Este é um combate que não deve merecer tréguas. Ao contrário do que se possa pensar esta demanda não exige um planeamento estratégico apurado ou a mobilização de mecanismos sofisticados. Reclama apenas um coração aberto e a mão estendida a todos os que precisarem. Se estes são tempos conturbados, sombrios e complexos, são também tempos em que a luz das pessoas é mais necessária se quisermos alimentar a esperança nos dias melhores e mais soalheiros. Este deve ser também o tempo solidário e sem espectáculo onde os pequenos gestos fazem a diferença. Com luz no caminho podemos caminhar melhor?com menos peso nos ombros e com o coração cheio de alegria.

Comentarios...